Mundstock Arquitetura

Mundstock Arquitetura na Revista Living: APELO INDUSTRIAL


Compartilhar

Com ares contemporâneos, o apartamento se transformou em um criativo (e aconchegante) loft, com projeto que valoriza o contraste ousado entre cores, texturas e materiais.

Com clima de loft e uma composição cheia de personalidade, o apartamento de 126 m² assinado pelas arquitetas Luana e Lisandra Mundstock, em Porto Alegre(RS), exibe soluções sofisticadas e originais, atendendo à rotina do casal de moradores. De acordo com as profissionais, os clientes desejavam um lar despojado, com visual imponente e criativo. Para isso, o projeto priorizou um charmoso (e ousado) contraste de cores, texturas e materiais. No início da obra, por se tratar de uma planta livre, as arquitetas puderam adequar os ambientes às necessidades e ao estilo de vida do casal. “Deixamos a cozinha totalmente integrada e um gabinete aberto, que ao ser fechado se transforma em um quarto de hóspedes”, explica Luana. Pensando na funcionalidade do apartamento, o lavabo também recebeu um chuveiro para ser utilizado pelos convidados. E, com um belo terraço junto ao living, um deck com piscina e um jardim vertical com temperos foram as escolhas para a área externa.

Na composição, elementos como madeira e concreto marcam presença – do piso ao teto, com laje aparente. Dessa forma, o estilo industrial predomina, remetendo aos lofts mais estilosos, sem deixar o conforto de lado. O mobiliário foi desenvolvido sob medida em madeira de pinus envelhecida, o que sugere um toque aconchegante e otimista para os ambientes. Para pontuar o espaço com máxima imponência, detalhes foram revestidos em mármore Gris Armani, como a bancada, o bar e a lareira. A sofisticação da pedra garantiu o contraste perfeito junto ao concreto que se destaca na área social. O toque de cor fica por conta da parede bordô, mesma tonalidade escolhida para a poltrona colocada em frente. As obras de artes também são constantes e valorizam o gosto pessoal dos moradores. No estar, obras de Pietrina Checcacci, Fernando Duval e Hidalgo Adams foram as escolhas, enquanto o jantar exibe belas gravuras de Miró e Salvador Dalí, além de uma escultura de Carlos Tenius. Na parede sobre o aparador, uma peça de Alberto Castro finaliza a delicada composição”

Reportagem: revista Living, edição 80, ano VII, por Kellyn Boniatti

RevistaLiving_ed80_março 2018_46

RevistaLiving_ed80_março 2018_47